sábado, 20 de novembro de 2021

" Sem Eira e Nem Beira" - autoria: Valeria Borges da Silveira

 


"Você me deixa sem eira e nem beira
Rica em sentimentos
Pobre de carinhos seus...
Essa aliança
Selada com Arco Iris
Do Arco da Velha
Enleva os pensamentos meus...
Esse amor
De lindos momentos
Sempre me levou aos céus
Por isso a esperança é a última que morre,..
Mas saiba que a mentira não perdura,
Tem perna curta,
E água em pedra dura
Tanto bate até que fura...
Então desconjura, degaceia
Porque águas passadas não movem moinho
E há males que vêm para o bem...
Nada como um dia atrás do outro
Adeus a falta de carinho..."
Participamos do Concurso "Sarau Brasil 2021 Seleção Poesia Brasileira" e a poesia "Sem Eira e Nem Beira" foi classificada e contemplada na Antologia Poética organizada por Isaac Almeida Ramos - Editora Vivara.

Nenhum comentário:

Postar um comentário