segunda-feira, 8 de março de 2021

MULHER RAIZ - autoria: Valeria Borges da Silveira

 


Sou planta e raiz,
Me nutrindo de amor e vida
Através da História!
Eterna aprendiz
Emocionalmente agradecida
Por tantas vitórias!
Sempre com um especial olhar
Em um constante buscar
Para espaços merecidos galgar!
Mulher brasileira,
Mulher verdadeira,
A vida me ensinou a lutar...
... A nunca desistir,
A persistir, a amar...
Acreditar...
Todo dia renascer, recomeçar...
EU MULHER – autoria: Valeria Borges da Silveira
Sou sincera e objetiva
Às vezes “dona de mim”, incisiva...
Mas nunca dona do mundo.
Serei sempre uma mulher de verdade
nem tanto Amélia nem tanto Elizabeth
Sempre entre sorrisos e tramas
Buscando ser cortês,
Um pouco impetuosa talvez...
Mulher terra, a própria primavera...
Que um lindo futuro espera
Que sonha ser conquistada.
Ficar com “a alma” massageada...
Ter a vida abençoada
Sempre respeitada
Com poesia nos lábios, no sorriso,
Nas letras, na caminhada...
Sou fera, sou anjo,
Sou mãe, sou filha, sou irmã, sou amiga.
Livre e comprometida,
Forte e frágil...
Sensível e atrevida...
Tenho sorte e sou ágil,
Sou cordial, quase sensata,
Nunca ingrata...
Acredito no amor
Sei pouco da vida
Por vezes morro de saudade
De uma fase imensurável, nem vivida...
Sou desdobrável.
Quase um poema, um sol...
Ou mulher lua, indomável,
De temores nua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário