sábado, 18 de abril de 2020

"Quem me dera" autoria Valéria Borges da Silveira


Quem me dera a eterna vida
nunca arranhar os céus da alma...
Varrer poeiras diversas
que se instalam...
Tecer a teia do tempo...
Iluminar meu pensamento...
Quem me dera
sempre bater forte e
escandaloso o coração...

"Quem me dera" autoria Valéria Borges da Silveira, livro "Tantos Eus"