terça-feira, 23 de abril de 2019

O Comportamento Humano é motivacional – autoria: Valeria Borges da Silveira

Resultado de imagem para motivacional
São as motivações que nos dão a sensação de que vale a pena viver... Se estamos motivamos, temos “energia” para seguir em frente. Motivação é a mola que impulsiona a humanidade.

Sem motivação, não conseguimos lidar com os obstáculos que surgem no caminho.

A motivação é capaz de instigar a seguirmos em frente, a persistir em busca de nossas metas, objetivos e sonhos e nos leva à ação, por isso é essencial para o desenvolvimento humano.

Ela pode ser intrínseca ou extrínseca. A motivação que vem de fora (extrínseca) pode ser usada como estratégia motivadora complementar, porém a motivação interna (intrínseca) é mais forte e nos ajuda a superar mesmo os obstáculos mais difíceis.

Portanto além da motivação corporativa, geral, é importantíssima a auto motivação, tanto para alcançar objetivos quanto para garantir a satisfação pessoal e profissional.

Há necessidade de suprirmos as necessidades do dia-a-dia para nos sentirmos motivados, necessidades fisiológicas, de amor, de autoestima, etc.


Se motivados vemos esses desafios como oportunidades de aprendizado e crescimento pessoal, mas nunca como impedimento.

E se não estamos motivados, é muito provável que desistamos quando encontrarmos obstáculos e desafios.

Pessoas que aprendem como se automotivar enfrentam as dificuldades da vida com mais facilidade, e como consequência, conseguem chegar muito mais longe e “não desistem dos seus sonhos”.

O Comportamento Humano é motivacional – autoria: Valeria Borges da Silveira


segunda-feira, 1 de abril de 2019

A importância da leitura – autoria: Valeria Borges da Silveira

Resultado de imagem para pessoa lendo

A era da informação nos traz um extraordinário desenvolvimento da ciência e tecnologia e possibilita pesquisas e inovações, sendo a força motriz do progresso. Contudo, deve-se levar em conta que é na literatura que há um denominador comum da experiência humana.
Independente de quem, uns e outros, que lêem diferentes obras, de vários autores, “aprendem” o que partilham como seres humanos, independente de posição social, geografia, situação financeira e período histórico.
Nada nos protege melhor da estupidez do preconceito, do racismo e do sectarismo religioso ou político do que esta verdade que sempre surge na grande literatura: todos são essencialmente iguais.
Os bons romances nos ensinam a ver nas diferenças étnicas e culturais a riqueza do legado humano. Essa riqueza de manifestação multifacetada da criatividade humana.
Ler boa literatura é aprender o que e como somos, com nossas ações e nossos sonhos.
Uma sociedade sem literatura escrita se exprime com menos precisão, riqueza de nuances, clareza, correção e profundidade do que a que cultiva os textos literários.
Sem a literatura, a mente crítica – verdadeiro motor das mudanças históricas – sofreria uma perda irreparável. Pois toda boa literatura é um “questionamento” do mundo em que vivemos. E nos permite viver um mundo onde as regras inflexíveis da vida real podem ser amenizadas, onde nos libertamos do tempo e do espaço.
Se queremos evitar o desaparecimento da própria fonte que estimula a imaginação e que refina nossa sensibilidade e nos ensina a falar com eloquência, precisamos ler bons livros e incitar a leitura aos que vêm depois de nós!


A importância da leitura – autoria: Valeria Borges da Silveira