quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

TALENTOS E TALENTOS – autoria: Valeria Borges da Silveira

Imagem relacionada

(imagem pública retirada da internet)

Todos os dias temos decisões a tomar. Independente de serem decisões de “grandes e/ou pequenas ações”.  No final do dia teremos tomado decisões incontáveis.
Muitas vezes tomamos decisões erradas. E tentamos na grande parte lapidar ou até esconder nossos pontos fracos. Mas se ao invés disso, tentarmos investir nosso tempo para melhorarmos e aprimorarmos nossos pontos fortes?
Sabermos “utilizar nossos talentos” de forma correta... Pois o maior potencial de crescimento de cada pessoa encontra-se nas áreas em que ela tem seu ponto mais forte. E os talentos de cada um são permanentes e únicos.
Para alcançarmos a excelência há muito caminho a galgar sem dúvida, mas uma pessoa “fora de série” nasce através de uma boa preparação. E uma pessoa talentosa precisa de técnicas e aprimoramento. E o que é talento afinal? É uma aptidão natural de atuar/fazer algo melhor que outras pessoas.
Não precisamos ser gênios em tudo, mas  foquemos em “nossos talentos”.

TALENTOS E TALENTOS – autoria: Valeria Borges da Silveira



domingo, 17 de fevereiro de 2019


Agradeço a Deus, Santa Barbara, Madre Paulina, Nossa Senhora de Shoenstatt por tantas bênçãos em minha vida!
Agradeço a todas mensagens pelo meu aniversário - a minha filha, aos meus pais e a toda minha família; aos amigos e amigas!
É um privilégio quando temos ao nosso lado pessoas tão queridas e especiais!
Que recebam em dobro tudo que me desejaram!


“Tão Bom” – autoria: Valeria Borges da Silveira...
“É importante entender que
Somos somas de pessoas
Que ensinaram-nos a viver...
É gratificante saber
Que quem nos conhece
Quer nos rever...
É tão bonito sentir que
Nunca estamos sozinhos
Por mais que pensamos estar...
É tão bom, amar...”

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Cultura e Ação – autoria: Valeria Borges da Silveira

Imagem relacionada

(imagem pública retirada da internet)
Rica e diversa, a cultura de todos os povos conserva viva a contribuição de todos que fazem a diferença nas ações, trazendo consigo crenças, língua, culinária, arte, conhecimento.
Cultura e ação sempre, permitindo que a inquietação se materialize na busca por um caminho melhor numa sociedade ainda tão desigual!
A cultura, a educação, o conhecimento têm um papel relevante na sociedade. Temos que considerar a cultura e o desenvolvimento, isto é, formação de cidadãos conscientes, críticos, informados – para decidirem seu destino.
Cultura como ferramenta de inclusão, ou seja, cultura no seu papel social.
Em suma, a cultura como um todo está inserida no nosso dia-a-dia, quer na educação, quer na história, quer no desenvolvimento econômico, quer nas ações ambientais, etc.
Então pensar em cultura e ação, é nortear uma vida melhor para a sociedade. Pois a cultura não deve ser entendida apenas como produção artística, mas principalmente como “uma soma de valores” de muitos povos.


Cultura e Ação – autoria: Valeria Borges da Silveira

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

VAMOS EVITAR PROPAGAR SEMICULTURA – autoria: Valeria Borges da Silveira


Há pessoas que por terem acesso às redes sociais e/ou poderem veicular idéias, acabam achando que sabem mais do que sabem e acabam “barrando” a explicação mais plausível, de técnicos e exímios conhecedores daquela área em  questão .  
Pessoas que dão opinião e palpite em tudo, mesmo que não tenham a mínima noção do que se trata... Claro que temos que levar em conta que há a liberdade de expressão em jogo. E que não seria correto sermos grosseiros com opiniões divergentes (apesar de muitos o fazerem). Mas não ter idéia  do que se trata e dar um parecer acaba sendo por vezes enfadonho...  
E não estou falando somente dos outros! Muitas vezes acabamos sendo injustos e/ou mesmo abordando assuntos que nem sempre conhecemos a fundo – em algumas publicações, às vezes até divulgando fakenews, achando tratarem-se de notícias sérias e verdadeiras... 
É importante tentarmos não dissiminar o ódio, a intolerância, a falta de respeito, a falta de educação...  
Sejamos melhores “comunicadores”, evitando propagar semicultura. Façamos melhores discursos, propagando sim o bem e de forma mais correta os direitos, bem como, os deveres para uma boa cidadania!