segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Feliz Natal e um 2015 abençoado



Mais um ano terminando e a certeza do quanto vale a pena tentarmos conquistar dia a dia mais e mais momentos especiais ao lado das pessoas que amamos...

Sempre é bom lembrarmos de acontecimentos especiais, principalmente quando a vida nos mostra que vale a pena lembrarmos...

Decidi fazer uma singela homenagem a algumas pessoas que fizeram ou fazem parte da minha vida...

“...Ter o privilégio de curtir os avós como eu tive, poucas pessoas tem. Para mim eles realmente fizeram juz a fama de avós serem “Pais e Mães duas vezes”. Eu fui muito paparicada. Assim como meus irmãos. E o amor que eles transmitiram para nós vale mais do que qualquer coisa. Eles foram maravilhosos e souberam formar os filhos maravilhosamente bem também. Meus pais são ímpares! Em todos os sentidos, excelentes pais! Transmitem amor, segurança, espírito de família incontestável. São lindos, preparados e passaram para mim e para meus irmãos toda esta sabedoria de saber viver em harmonia, curtindo as coisas boas que a vida apresenta, mas também tendo responsabilidades a cumprir. Se eu conseguir transmitir ao menos em parte a educação e cultura herdada para minha filha, ela já estará em ótimo caminho. Pois meus pais são mais do que pais, são verdadeiros amigos. Hoje vejo, toda “ essa riqueza de caráter”, é a melhor coisa que podemos cultivar. E, é o que tento passar para minha linda filha, que é tudo para mim.” ( texto do livro “ Reticências” de Valéria Borges da Silveira)

Um Natal iluminado e abençoado para todos os meus amigos, que são realmente maravilhosos e merecem tudo de bom e também para todaaaaaaaa a minha família, pessoas especiais demais!!!

E que 2015 seja um ano repleto de conquistas inesquecíveis...

Valéria Borges da Silveira

sábado, 20 de dezembro de 2014

Especial



Na vida de cada um existem histórias que simplesmente não acabam e não se apagam... 
Um Natal especial e um 2015 melhor ainda!

“ Tantos eus, 

Tantos sonhos, 
Tantas saudades... 
Fazem tremer meu coração 
Ainda resta tanta emoção! 
Tanta vida, 
Tanta magia, 
Tantos constantes...instantes 
Fazem compreender as profundezas... 
Ainda resta tanta incerteza!” 


(poesia “Tantos Eus” de autoria de Valéria Borges da Silveira)

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Ultimo dia do Festival da Lapa 2014

29 de novembro de 2014
Iniciou o ultimo dia de Festival com a Mostra AVEC - Diretoras, Filmes realizados por diretoras integrantes da Associação de Video e Cinema do Paraná. Os filmes exibidos foram: "Olhar Contestado" de Fabianne Balvedi; "Coração Magoado" de Juliana Sanson e "Um Olhar Para a Escuridão" de Cristiane Lemos

 
Logo após Mostra de Documentários do Curso de Cinema Centro Europeu com os filmes: "UM SÓ MUNDO" Direção de Adriana Czelusniak; "JOSÉ DA CRUZ – O SABIÁ" Direção de Bruno Monteiro; "RECORTES DE UMA VIDA" Direção de Leandro Cordeiro e "O LIUTAIO" Direção de Luigi Oliveira
 
No final da tarde houve a entrega da premiação da1ª Mostra Portátil de Cinema com Exibição do Concurso de Curtas de Celular. Divulgação de produções de vídeo amador feito com celular e/ou Câmera Digital, que buscou aproveitar talentos criativos.


 
Entrega do Diploma de Mérito para a produtora “O Quadro” pela qualidade do trabalho desenvolvido na área da produção infanto-juvenil.
Mostra Hors Concours - Curtas-metragens paranaenses com o filme "Coração Azul", de Wellington Sari
Na Mostra Competitiva o filme foi " O Menino No Espelho de Direção: Guilherme Fiúza Zenha 



Para encerrar a noite houve a entrega do Diploma de Mérito para as atrizes parananenses Polliana Aleixo e Adriana Birolli ...




Premiação dos filmes que contemplou os seguintes resultados:
O grande vencedor foi o drama de guerra A Estrada 47, que levou nada menos que sete das doze estatuetas oferecidas pelo evento: Trilha Sonora, Montagem, Fotografia, Ator Coadjuvante (Francisco Gaspar), Roteiro (Vicente Ferraz), Direção (também de Vicente Ferraz) e Melhor Filme.

Os demais filmes premiados foram:

Melhor Atriz Coadjuvante: Giovanna Rispoli em O Menino no Espelho.

Melhor Atriz: Regiane Alves em Isolados.

Melhor Ator: Julio Andrade em Não Pare na Pista – A Melhor História de Paulo Coelho.

Melhor Som: Jorge Saldanha em Isolados.

Melhor Direção de Arte: Oswaldo Lioi por O Menino no Espelho.



O coquetel de encerramento foi no restaurante O Casarão com a equipe do Festival de Cinema, atores e convidados.