domingo, 9 de março de 2014

Pensando em uma nova oportunidade...

Às vezes, vivemos situações confusas e infelizes durante tempo demais.

E não é por faltar consciência do absurdo, mas por não termos coragem de esboçar uma reação.

Ficamos vendo os dias passando, aprisionados na melancolia, esperando que o destino varra espontaneamente de nosso caminho a insatisfação, a desesperança, e faça ele, o destino, uma tarefa que é
nossa.

Ficamos à espera do milagre, de que, num passe de mágica, o ruim se torne bom, a tristeza se transforme em alegria, o tédio se converta em satisfação.

E o mais estranho é que, no fundo, sabemos que nada disso vai acontecer. Mesmo assim nos sujeitamos a deixar o tempo passar, sem reagir, contentamo-nos em ficar assistindo à vida como se ela fosse um filme, sem coragem para entrar em cena.

Mas todo amanhecer nos traz uma nova oportunidade. 

Quem sabe o dia que nasce seja o começo de uma nova etapa em nossa vida...

Que tal começarmos a recusar o que incomoda, aborrece, deprime, chateia; só pra variar?

Que tal começarmos a dizer não ao que não traz alegria, não inspira, não dá prazer nem felicidade?

O que nos impede de reagir? Tomar uma atitude, virar a mesa? Talvez o medo... mas, medo do quê? Como se pode ter medo de perder, quando não se tem nada?!

Esperar pelo amanhã é perder tempo, pois o amanhã não existe e jamais chegará.

O hoje é nossa única realidade concreta e temos a obrigação de fazer o melhor dia de nossa vida!!! 








"Pensando em uma nova oportunidade", texto de autoria de Valéria Borges da Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário