segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Em busca da estabilidade econômica


É hora de entender que a estabilidade econômica existe, apesar dos sobressaltos, os juros caíram e, mesmo ainda altos, tendem a ficar menores.

O planejamento financeiro tornou-se possível e imprescindível para alcançar resultados satisfatórios. É preciso avaliar criteriosamente a vida financeira e os objetivos almejados.

Planejando-se as aplicações é possível fazer uma distribuição dos recursos disponíveis para produtos financeiros específicos, de acordo com as pretensões.

Deve-se traçar os objetivos, inclusive prazo, para a reserva financeira que pretende fazer e disciplinar-se para poupar mensalmente uma determinada quantia.

Com um bom planejamento é possível, a médio e longo prazos adquirir bens que sequer imaginássemos obter um dia.

Contudo, planejar investimentos ainda é um hábito pouco disseminado entre os brasileiros, culpa dos tempos anteriores ao Real, de inflação e juros exorbitantes, em que organizar o orçamento do mês era difícil e praticamente impossível a formação de uma poupança para a compra de um bem a longo prazo.

Sempre esteve no nosso dia-a-dia a inflação, “como arma poderosa” contra as nossas economias. Se poupássemos, acabaríamos perdendo.

Na época de férias, os gastos acabam sendo maiores, devemos portanto ter um controle igualmente maior para gastarmos de acordo com o que planejamos e de acordo com o que obtivemos de renda. 




Texto de autoria de Valéria Borges da Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário