terça-feira, 13 de setembro de 2011

Secretária de Cultura e Turismo da Lapa fica entre os cem melhores do Brasil.


No último dia 27/08, a Secretária de Cultura e Turismo da Lapa Valéria Borges da Silveira esteve em Florianópolis para receber o PRÊMIO BRASIL TOURIST - destinado aos cem melhores secretários do Brasil, em virtude da qualidade de seus projetos na área.

Valéria Borges da Silveira recebeu das mãos da Miss Santa Catarina 2011, Michelly Bohnen o troféu.

Além da Lapa, cidades como Parentins, Jaguariúna, Caxias do Sul e outras foram agraciadas com este destaque.

A escolha dos 100 secretários destaques é feita através de pesquisas realizadas durante todo o ano, onde o principal criterio é o desenvolvimento de cada secretária (o), alem da analise de seus projetos realizados como o bom uso da verba pública, assim como também suas ações em suas temporadas e a divulgação nacional do nome de seu município em meios eletrônicos de divulgação nacional.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Um Viajar No Tempo

Essa cidade me leva a viajar no tempo
faz  com que aflore o sentimento...
Imagem dos meus próprios sonhos
Que levam a  risonhos momentos.

Meu coração tem casarios antigos,
historias de longinquas datas,
Onde o amor em poesia relata
A vida de crenças e cultura.

Aqui o Misticismo tem cores.
A vida tem sabores...
A agricultura é rica.
A historia é viva, tanto mais bela, quanto mais antiga!
  
(autoria: Valeria Borges da Silveira - Livro Tantos Eus)

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Lapa, Capital Brasileira da Cultura 2011

A cidade da Lapa foi eleita, no dia 20 de novembro de 2010, pelo Bureau Internacional de Capitais Culturais como a Capital Brasileira da Cultura 2011. O título foi concedido em reconhecimento ao rico patrimônio histórico e cultural da cidade paranaense, um dos mais importantes e conservados da região Sul do Brasil.
Com cerca de 42 mil habitantes e situada a 62 quilômetros de Curitiba, a cidade possui, no seu centro histórico formado por 14 quarteirões, 235 edifícios tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), onde se destacam o conjunto arquitetônico da Rua do Cotovelo, o Theatro São João, o Museu de Armas, a Casa Lacerda, a Casa Vermelha e o Museu Histórico.
No patrimônio cultural imaterial destacam-se as Congadas, a Noite Lapiana e as diversas festas religiosas e populares, além da gastronomia influenciada pelo movimento tropeirista.